Lições que aprendi com uma abelha


Há alguns dias encontrei em casa uma abelha com as patinhas para cima tentando desvirar-se, mas sem obter sucesso em suas tentativas.

Quando a coloquei em pé, notei que parecia um pouco fraca ou cansada e com as asinhas um pouco tortas. Não sei quanto tempo ela permaneceu naquela posição desesperadora, mas deu para entender perfeitamente sua provável fraqueza.


abelha-no-solo


Coloquei-a em minha mão acreditando que em pouco tempo ela voaria, mas isso não ocorreu. Por aproximadamente cinco minutos a abelha ficou passeando em minhas mãos. E em nenhum momento parou de caminhar.

Então a coloquei em cima de um móvel, mas como o ambiente estava um pouco escuro ela sempre caminhava em direção à luz.

Mudei a tática e a coloquei em cima de uma folha de papel, na tentativa de "enganá-la" para que ela ficasse em cima do móvel até recuperar-se. Mas isso também não deu certo, pois por mais que eu rodasse a folha, ela virava-se a caminhava decidida em direção à luz.

Em uma tentativa desastrada de ajudá-la a pegar ao menos um pouco de mel, a coloquei em uma vasilha na qual havia uma gota de água que eu não havia percebido. Consegui tirá-la de lá com certa dificuldade tentando não destruir nada em seu delicado corpo.


Tarde demais...

Quando a coloquei nas mãos, suas patinhas se encolheram, suas antenas abaixaram e ela começou a tremer. Em situações semelhantes que presenciei anteriormente, esse quadro significava morte rápida.

Fiquei triste, pois minha intenção era ajudar e não atrapalhar.

Tentei colocá-la onde havia um pouco de vento calmo para ver se isso ajudava na secagem, mas não deu certo.

Fiquei com a abelha inerte na palma da mão, pensando em como eu havia sido imprudente ao não reparar a gota de água na vasilha.


Vida

De repente, ela começou a se movimentar, as anteninhas se levantaram, as patinhas se firmaram e ela voltou a caminhar!

Talvez o calor da mão tenha ajudado, não sei. O fato é que ela se recuperou bem. E em pouco tempo.

Então foram por volta de mais 10 minutos caminhando em minhas mãos.

Por várias vezes ela bateu as asas de forma bem tímida. Fiquei em dúvida sobre algum estrago que eu pudesse ter causado.

E de repente, sem nenhum "teste" mais demorado, ela bateu as asinhas e voou.

Como era de se esperar, nunca mais a vi, mas espero que tenha chegado em segurança à sua colmeia. E que eu não tenha causado nenhum estrago maior nessa tão forte, decidida e bonita abelha.


pedra-preciosa

As lições preciosas que aprendi


Lição 1: Aprendizado duradouro e marcante

Gostaria de iniciar essa parte com a própria descrição do Simplicidade e Harmonia.

"As coisas simples da vida, muitas vezes esquecidas, são as que mais significado e aprendizado possuem e mais felicidade proporcionam."

Na descrição do blog não havia a palavra aprendizado, mas melhores maneiras para que o aprendizado seja duradouro e marcante é procurar as lições que as coisas simples, os valores, a natureza e a interação com as pessoas e com os animais podem nos ensinar.


Lição 2: Esforço demais e resultados nulos

Por melhor que seja a intenção e a motivação, muitas vezes as coisas não acontecem. E quanto mais tentativas sem bons resultados, maior é a frustração e a decepção. Por isso, é necessário saber o momento de mudar a estratégia, desistir ou pedir ajuda. Muitas vezes, a visão e a opinião sincera de pessoas confiáveis são de grande valor em momentos nos quais a vida parece uma interminável "corrida atrás do vento."


Lição 3: Momento de dar uma pausa

Como eu disse no post Ainda bem que ficamos cansados, pausas são necessárias para a recuperação e a manutenção da saúde. Mesmo que a situação ou o ambiente não sejam muito propícios, sem o descanso necessário, as coisas podem ficar piores.


Lição 4: O "norte"

Autoconhecimento, valores, objetivos claros e possíveis, determinação, interesse, informação, motivação e sabedoria são fatores muito importantes - se não essenciais - para o alcance dos objetivos.

Mesmo que alguém te atrapalhe como eu fiz com a abelha ao rodar a folha onde ela estava, isso poderá te atrasar, mas não conseguirá fazer com que você perca de vista o seu norte, ou seja, seus objetivos, se as características citadas acima estiverem fortemente presentes em sua vida.


Lição 5: Perdão

Perdoar a si mesmo é essencial, embora não seja fácil. E perdoar os outros é muito importante para que a vida fique um pouco mais leve.

Com frequência, boas intenções resultam em coisas tão negativas e desastrosas que é até difícil compreender como uma boa atitude pode trazer consequências tão ruins. É aqui que entra o perdão, pois todos - absolutamente todos - erram.


Lição 6: Dar tempo ao tempo

Muitas vezes a carga não só parece como está pesada demais. Então o corpo não aguenta e doenças físicas e mentais começam a aparecer.

Se a situação não for controlada, o corpo entra em uma espiral de decadência de difícil e longa recuperação.

O corpo possui mecanismos incríveis e maravilhosos de restauração, mas para que isso ocorra é necessário a reavaliação e a modificação de hábitos e estilos de vida nocivos. Também é importante proporcionar ao corpo o tempo necessário para a recuperação.


Lição 7: Mesmo que tudo à sua volta indique o contrário, não desista.

Caminhe sempre de acordo com seus valores, princípios e objetivos. Mesmo que não consiga realizar tudo o que planejou - o que é bem provável que aconteça - seguir princípios e valores resulta em paz interior e sono tranquilo.


abelha-voando

Talvez você não consiga "voar" na primeira tentativa após um grande contratempo, mas continue tentando. O "voo" pode não ser como esperado, mas ao menos uma parte dele você conseguirá concluir com sucesso. 
E depois outra. 
E outra. 
E mais outra.

A abelha não desistiu. E nós podemos fazer o mesmo.


Crédito das imagens:
Umsiedlungenkreatikar e PDPhotos no Pixabay



Comentários

  1. Que lindas lições tão bem passadas...Aproveitemos as mesmas! Só temos a ganhar! beijos, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica,
      Bom saber que gostou. Espero que as lições que aprendi sejam úteis à você também.
      Boa semana!

      Excluir
  2. Já passei por uma situação parecida com um pardal. O pardal bateu numa janela e caiu no chão de barriga pra cima, como se tivesse sido nocauteado.
    Peguei ele e fiquei com ele na mão alguns instantes, até que ele foi se recuperando aos poucos, ficou em pé e depois de mais algum tempo voou e sumiu.

    Mas acho que além dessas lições que você citou é possível fazer mais uma importante observação, que se aplica bem ao exemplo da abelha e é comum no reino animal, ora como qualidade, ora como "defeito".

    Os animais não pensam da mesma forma que nós, por isso são guiados basicamente por seus instintos, daí vem a persistência em muitos de seus comportamentos, uma "persistência cega".
    O ser humano não, como tem a capacidade de raciocínio mais ampla, pode pensar em vários aspectos antes de tomar uma atitude.
    O que também ora é uma qualidade e em outros momentos "defeito.
    Não fazemos ou dizemos muitas coias ao longo da vida porque pensamos demais. Nos podamos ou mesmo sabotamos por conta disso, a voz interior dizendo que não vale a pena, não dará certo etc.

    Tem que se ter muito bom senso pra saber dosar até mesmo as nossas preocupações e medos, pra que não sejemos dominados por eles, tornando nossas vidas bem menos do que poderiam ser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,

      Que bom o pardal ter se recuperado!
      Gostei do seu comentário, faz bastante sentido e agregou muito valor ao tema.
      A última frase ficou perfeita, muito profunda e impactante.

      Boa semana!

      Excluir
  3. Muy interesante la imagen, has captado en el mejor momento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracias por su comentario, Trino Altea. :)
      La bella imagen no és de mi autoria, está en el pixabay.
      Espero que te guste el contenido de mi blog.
      Buena semana!

      Excluir
  4. Sensacional! Um dos melhores textos do Simplicidade & Harmonia! Parabéns, Rosana!

    Uma das partes mais interessantes do texto é o cuidado com a saúde, para evitar que entre numa espiral de irreversibilidade. Realmente, cuidados preventivos são "invisíveis", na medida em que evitam coisas piores, mas são fundamentais para prolongar a vida com saúde.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber que gostou tanto a ponto de considerar ser um dos melhores posts do meu blog, Guillherme!
      Seu comentário me incentivou bastante a sempre buscar fazer o melhor que posso aqui no blog com as condições que tenho hoje para que cada vez eu possa fazer melhor ainda, como diz Mário Sérgio Cortella.
      Boa semana!

      Excluir
  5. Um post que nos transmite verdadeiros ensinamentos para a vida...
    Adorei!!! Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber que gostou, Ana. :)
      Temos muito, muito mesmo a aprender com os animais.

      Excluir

Postar um comentário


© 2019 Simplicidade e Harmonia - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total desta obra e permitida a reprodução parcial desde que citada a fonte.