Você não tem celular? Como assim?


Além da expressão de surpresa, outra frase que já ouvi é: "mas como você consegue viver sem celular?" Desisti de tentar explicar. Ninguém entende mesmo!

Parece que o celular tornou-se até uma parte do corpo de muitos que o possuem. Logo, quem não tem tal aparelho é inicialmente visto quase como um extraterrestre.

"Mas e se acontecer alguma coisa?" - esse é outro questionamento frequente. 

Como eu disse no post Junk food mental, notícias ruins sempre chegam até nós de uma maneira ou de outra. E se o problema for comigo, como ocorreu em julho do ano passado quando torci gravemente o tornozelo, não seria o celular a me salvar. De uma forma ou de outra, todos nós acabamos encontrando uma solução para resolver imprevistos.



smartphones



Ter ou não ter: eis a questão

Não é que eu não tenha celular. Eu tenho um. Antigo para os padrões atuais, foi comprado em 2008. Na época paguei R$50,00 em uma grande loja de varejo. Tem visor colorido, teclas, cumpre a função de telefone quando necessário, mas a maior utilidade no momento é receber códigos de verificação de segurança de sites. Por ser algo que auxilia na proteção da conta do usuário, não tenho do que reclamar - acho até bom, pois ajuda a inibir possíveis invasões, furto de dados, etc.

Não costumo carregar o celular comigo usualmente. Só se eu achar mesmo que vá precisar. Caso contrário, fica em casa - o que ocorre em mais de 80% do tempo.

Sempre faço a recarga mínima, só para não perder a linha, pois os créditos vão acumulando já que ligações para a mesma operadora custam por volta de R$0,50. Para outras operadoras, o preço é tão alto que compensa mais ligar do telefone fixo para outro celular.

De qualquer forma, o celular que tenho supre as minhas necessidades de forma satisfatória. Se algum dia eu achar que preciso mesmo de um smartphone, comprarei um. Por enquanto, não.


Apps - como viver sem eles?

Alguns deles realmente facilitam a vida - financeiros, comunicação, idiomas, trajetos, etc. Não conheço muitos e nem faço questão.

O que necessito em relação a internet, o bom e velho desktop atende bem. Dizem que os bancos investem mais na segurança dos apps do que dos websites - não duvido que isso tenha um fundo de verdade, por isso sempre atualizo os programas necessários e escaneio o hd em busca de eventuais malwares, spywares, etc.


O que faz sentido?

Acredito que para a maioria dos leitores do blog, possuir um smartphone faz sentido - algo totalmente compreensível, inclusive por que as vantagens são inúmeras. Muitas crianças pequenas já possuem seu próprio aparelho - algo que não é bom devido ao excesso de poluição eletromagnética causada por esses aparelhos. Se quiser, veja também o post Antenas disfarçadas de árvores? Nele há um vídeo que fala sobre o perigo desse tipo de poluição.

Para mim e talvez para algumas poucas pessoas, o celular não é algo tão essencial. Não é um produto que me atrai, que desperte tanto assim o meu interesse. Quem sabe algum dia, mas por enquanto não.


Crédito da imagem: Graphics Mouse - Free Digital Photos


Comentários

  1. Rosana, tudo bom? Mal que pergunte você estar em qual faixa etária? A dúvida bem pois parece ser uma pessoa extremamente madura e por acaso e casada e tem filhos, caso tenha como eles lidam com as suas opiniões e visões de mundo.
    Se puder matar essas curiosidades

    Abraço.

    Mineiro poupador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mineiro Poupador,

      Minha visão de mundo sempre foi meio diferente. Desde que me conheço me questionava e questionava também as pessoas sobre o mundo ser como é, sobre a vida, a morte e coisas do tipo.
      Não tenho filhos. A idade... prefiro pular essa questão. rsrsrsrs

      Um bom final de semana!

      Excluir
    2. Perguntando a idade de uma mulher, olha a gafe, kkk

      Excluir
  2. Nossa, muito interessante o post. Já me perguntei se viveria sem celular e acredito que sim por um tempo ao menos. Afinal só fui ter um lá por 2005. São na verdade necessidades criadas pelo mundo moderno mas não são essenciais para a vida.Alias são na verdade aparelhos que tiram nossa atenção do mundo real o que pode ser perigoso e triste as vezes. Muito boa a reflexão. Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AA40,

      Penso como você sobre as "necessidades" criadas, mas que não são tão essenciais assim quanto acredita-se e também sobre o foco da atenção mudar.

      Claro que cada um escolhe em que focar sua atenção e interesse, mas quanto tempo será que não tem sido perdido com coisas irrelevantes e que poderia ser melhor aproveitado com relações ou atividades de qualidade - virtual ou real?

      Percebo muita superficialidade na rede, mesmo havendo tantas coisas boas, importantes e que poderiam fazer muita diferença na vida das pessoas. O problema é conseguirmos realmente sair da superficialidade que de alguma forma também está em nós de forma mais intensa e contínua.

      Um bom final de semana!

      Excluir
  3. Não me prendo a celular! Já nas leituras no meu PC e Notebook isso faz parte do meu DNA...
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia,

      Como eu, você também faz parte da minoria. Como falei em outros comentários, se é algo que faz sentido para você, isso é o que importa.

      Sobre a leitura no desktop, há tanto conteúdo de qualidade na internet, que às vezes fica até difícil escolher o que ler! Mas procuro ler no máximo 2 textos mais longos por dia (e não todos os dias), para aproveitar melhor o conteúdo.

      Um bom final de semana!

      Excluir
  4. Olá Rosana,
    meu celular também é velhinho. Não tem essas coisas todas que fascinam muitas pessoas.
    Ele faz e recebe chamadas, envia sms, tenho whatsapp, mas uso só por necessidade.É meu meio de comunicar com meus filhos durante o dia, e minha irmãs e mãe.
    De uns quatro anos para cá, não saio sem celular, pois as crises de pânico não avisam quando vem.Rsrs.
    Mas, fica na bolsa. não tenho apego nenhum por essas tecnologias todas.
    Gosto das coisas mais simples, de conversa olho no olho, bons livros e filmes.
    Viria perfeitamente sem celular.
    Antes, quando eles ainda não existiam, esses jovens e até adultos, ses comunicavam muito mais. Tô falando comunicar de verdade. Trocar ideias, sentindo a emoção que maquina alguma é capaz de transmitir.
    Só vou trocar o meu, quando ele estragar de vez. Crédito, só um mínimo a cada mês.
    Estou muito bem assim.
    Beijo, Deus esteja com você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edna,

      Seu pensamento é bem parecido com o meu: celular é para comunicação, mas não para estar o tempo todo perto. Para muitos, talvez para a maioria das pessoas, o excesso de conectividade faz sentido. Mas para mim não.

      Como você, eu também prefiro as coisas simples da vida. Tenho tempo para a tecnologia em minha vida, mas acho que é menos do que ocorre costumeiramente no mundo moderno. Como eu disse, talvez algum dia eu mude de ideia, mas por enquanto, estou bem assim.

      Que Deus esteja sempre com você e os seus também!

      Excluir
  5. Eu simplesmente não consigo desgrufar do celular, seja para comunicação com as pessoas próximas, seja para os contatos profissionais, seja para notícias ou para entretenimento (inclusive, estou lendo e comentando a partir de um).
    Em compensação não tenho TV e uso o desktop apenas quando estou trabalhando ou preciso usar o Excel.
    Para o meu estilo de vida e necessidade, é mais prático :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engenheiro do Sertão,

      "Para o meu estilo de vida e necessidade, é mais prático."
      Acho que sua frase resume bem os seus motivos, é algo que acaba fazendo sentido para você. Além de ser muito útil ao que necessita.

      Agradeço pelo comentário, espero que goste do conteúdo do meu blog. :)

      Um bom final de semana!

      Excluir
  6. há pouco tinha a mesma postura, mas uber me convenceu pela praticidade e preço. ainda mais pq não tenho carro.

    abç!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Scant Tales,

      A praticidade e preço do Uber são mesmo bons motivos para possuir um celular. Se eu tivesse um carro, sem dúvida teria um celular também, pois podem ocorrer imprevistos e dessa forma eu sairia mais tranquila de casa.

      Um bom final de semana!

      Excluir
  7. Acho que o que não dá é para ser escravo dessas mídias digitais;
    recentemente um familiar teve câncer e tbm não tinha celular
    pelo politicamente correto k. final da história as pessoas
    se cansaram de perguntar para outros sobre a situação e tbm
    cansaram de estar sempre a procura tem coisas que não dá pra ser;
    Acabou que teve que comprar um.
    Nem toda a ideologia é algo que dá para seguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Casa Madeira,

      Agradeço por seu comentário, gostei do que disse. É por coisas como as que você disse que acredito que bom senso e equilíbrio são fundamentais.

      "Nem toda a ideologia é algo que dá para seguir."
      Muitas vezes a ideologia está mais para utopia. Por isso é muito importante conhecermos bem quem somos, nossos valores e objetivos.

      No caso do seu tio, vejo que a necessidade o fez comprar o celular. Assim como ocorre com todos, muitas vezes precisamos de coisas que não queremos realmente ter ou que não despertam tanto assim o nosso interesse. É o que penso.

      Um bom final de semana!

      Excluir
  8. Simplicidade,
    Estou chegando hoje em seu blog
    e achando interessante.
    Quanto ao questionamento sobre celular
    Eu penso que o ser humano esta
    esquecendo de ser indivíduo,
    de ser gente, entende?
    Eu tenho aparelho celular, dou a ele
    o uso adequado.
    Mas fico impressionada com o isolamento
    que essa ocupação de um celular
    na vida das pessoas.
    Vamos ver onde isso vai parar.
    Aguardo sua visita no Espelhando.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reflexos Espelhando e Espalhando Amigos

      Agradeço por sua visita, espero que goste do conteúdo do meu blog. :)

      Sobre o isolamento, penso como você. É impressionante: você disse a palavra exata.

      Gostei do seu blog, belas imagens. Vou acompanhar!

      Boa semana,

      Excluir
  9. Boa noite, querida amiga Rosana!
    Sabe para que uso muito celular?
    Para fotografar minhas caminhadas...
    Grupos não tenho nenhum... só família e nada mais.
    Quero paz e sossego... confusão e de falsos mil amigos, to fora...
    Uso como agora na cama para rezar com ajuda do YouTube e blogo nele também no período da noite.
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roselia,

      Interessante usar para fotografias e contatos familiares. Achei sua estratégia bem equilibrada - acho que eu seguiria o mesmo estilo.

      Em relação aos amigos, fico pensando: de que adianta 500 amigos virtuais superficiais? Prefiro 10, 20, mas que sejam de qualidade. É o que procuro fazer.

      Boa semana!

      Excluir
  10. Excelente depoimento, amiga Rosana!

    No mundo de hoje, poucas são as pessoas que têm esse discernimento e sabedoria. Eu mesmo, assim como o AA40, só passei a ter celular a partir de 2003, e até então vivia muito bem sem um.

    Ou seja, ele não é tão essencial assim.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme,

      Gostaria de destacar sua última frase: "o celular não é tão essencial assim." Na sociedade atual considero um objeto importante para a maioria das pessoas, mas isso é bem diferente de ser essencial. E não seria o foco no importante e não no essencial uma das causas dos olhares vazios e tristes tão comuns na atualidade?

      Não sei se seria sabedoria. rsrsrsrs De qualquer forma, agradeço por suas palavras. Bom saber que gostou do meu post. :)

      Boa semana!

      Excluir
  11. hehe, é um assunto polêmico, só ver a quantidade de comentários.

    Eu também tenho um celular assim, comprei na última black friday por 60 reais.

    Estou preferindo viver sem smartphone para poder ter tempo de "vida real" quando estou longe do computador. Assim posso ler um livro, olhar para as pessoas, para os objetos, natureza, etc.

    Hoje basta vc olhar para o lado que verá todo mundo vidrado naquela telinha, é impressionante o número de horas que as pessoas passam no Whats App e no Facebook.

    Por outro lado, penso que alguns aplicativos são muito úteis. Dá para viver bem sem eles mas a vida fica mais fácil e até mais barata quando se faz o uso de Apps.

    Por exemplo, a pediatra do meu filho costuma nos atender pelo Whats App para tirar algumas dúvidas rápidas. Melhor que ir lá e marcar uma consulta. Os apps de transporte como Uber também ajudam muito e gastamos menos. Apps de mapa também são muito úteis.

    Estou me virando sem ter smartphone pois uso o da minha esposa em algumas ocasiões, para usar apps de banco por exemplo ou para mandar uma receita para a farmácia de manipulação fazer um orçamento.

    Tenho também um iPod que uso para ouvir podcast e um tablet que uso para ver vídeos quando estou malhando. E estes dispositivos acabam quebrando o galho também quando preciso de alguma função mobile como autenticação em dois fatores para entrar na exchange de criptomoedas.

    Enfim, acho que um smartphone pode ajudar mais do que atrapalhar, mas vai depender do dono, rs.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Uó,

    "Impressionante": penso o mesmo que você em relação ao uso do celular. A maioria das pessoas vidradas na tela enquanto a interação social está em queda.

    "Vida real quando estou longe do computador": ficar com o celular por perto o tempo todo acaba impossibilitando isso, pois fragmenta a atenção de forma muito intensa. Talvez as novas gerações consigam lidar melhor com essa questão.

    Você é a primeira pessoa que vi comprar um celular simples. Em um mundo tão tecnológico, é raro encontrar pessoas assim.

    Sobre a autenticação 2FA, eu uso uma extensão no Chrome que tem essa função.

    Concordo quanto a utilidade de alguns apps: facilitam muito a vida. Mas como eu disse no final, por enquanto, não vejo necessidade em ter um. Mas quem sabe um dia....

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  13. Achei seu post muito motivador! Li na sexta passada e resolvi adotar em partes. Como nao tenho redes sociais (facebook, instagram, etc), o que consome meu tempo é o famigerado whatsapp. Resolvi apaga-lo e está sendo ótimo! quem quer mesmo falar comigo liga ou manda um sms (que nao eh convidativo a bate-papo longo e nao tem grupos). Enfim, passei para agradecer a motivação! Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre sábado,

      Bom saber que meu post foi tão útil à você!

      Eu acho incrível como as pessoas gastam tempo de form inútil no whatsapp. Claro que cada um é livre para fazer o que quer com sua vida, mas será que com esses produtos gratuitos (redes sociais, apps, etc) estamos consumindo ou sendo consumidos? Claro que há muita coisa boa nas redes sociais, mas a maioria é puro desperdício de tempo e da mente.

      O sms é mesmo útil para que só o necessário seja dito, sem estender conversas improdutivas e até chatas.

      Boa semana!

      Excluir

Postar um comentário


© 2019 Simplicidade e Harmonia - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total desta obra e permitida a reprodução parcial desde que citada a fonte.