Perdoe seus pais


Perdoar quase sempre é difícil, mas é necessário se quisermos ter paz de espírito e tranquilidade.

Perdoar não é esquecer.
Perdoar é não deixar que os acontecimentos do passado nos afetem de forma negativa, que nos machuquem. Muitas vezes isso ocorre por anos ou décadas.

O video abaixo fala especificamente sobre o perdão que precisamos dar aos nossos pais.
Muitas pessoas têm significativa mágoa de seus pais por algum - ou vários - motivos. Eu sei bem o que é isso, sei o quão desconfortável e desagradável é. E apesar de ainda estar no início desse processo, cheguei a conclusão de que não vale a pena não perdoar. Não mesmo.

Perdoar não é tão fácil, mas não é impossível.




Comentários

  1. Olha, eu até tinha algumas mágoas, mas todas passaram quando eu constituí família e passei a ter diversos problemas, pude compreender melhor os problemas que meus pais passaram, e não só perdoá-los como amá-los mais, e me arrepender de toda a rebeldia que eu tive. Acho que hoje em dia, as pessoas não estão mais querendo as responsabilidades de uma vida adulta, muitos trocam filhos por pets, achando que é a mesma coisa, e perdem uma enorme possibilidade de crescerem espiritualmente ...

    *Obs estarei seguindo seu blog, abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ephodion Logos,

      Agradeço por seu comentário aqui.
      Ultimamente não é tão fácil encontrar alguém que tenha uma compreensão tão madura do assunto como você.
      Percebo que a diminuição da infância + a elasticidade da adolescência e da juventude tem resultado em muitos pontos negativos à sociedade.

      Gostei do seu blog, o estarei seguindo também.

      Abraços,

      Excluir
  2. Meu pai nos abandonou e a relação com minha mãe é bem díficil.

    Ela sempre teve uma vida dificil, como nos conta, e é forte e batalhadora por conseguir criar três filhos sozinha (uma já casou e saiu de casa), apenas com benefícios do governo. Meu irmão mais velho tem autismo grave e isso complica muito tudo.

    Mas ela, só por ter tido uma vida de grandes dificuldades, quer que a minha seja assim também. Ela não reconhece nada que eu faço. Sou um bom aluno, tento ajudar no que posso em casa, nunca falo palavrões, fico com meu irmão enquanto ela se ausenta para resolver algo. Mas para ela eu sempre sou o filho ruim, o pior filho do mundo, como ela fala, o desgosto, que eu vou virar um marginal quando crescer. Eu não sou frio para aguentar ouvir tudo isso calado e acabo sempre discutindo com ela. E não adianta essa história de "converse com sua mãe" pois ela quer estar sempre certa. Ela diz qie "Mãe é mãe, pode fazer o que quiser e filho não tem o que ficar questionando".

    Ela sempre quer ficar falando sobre novelas e fofocas de celebridade comigo. Só isso. Diz que eu não sei falar e explicar nada direito. Se eu sou estranho, atrapalhado e introvertido a culpa é dela que nunca me deixou ter amigos.

    Aliás, eu as vezes fico achando que vou explodir, pois sofro sozinho, não tenho amigos, pois minha vida é escola-casa. Eu não caio na burrice de desabafar com alguém adulto, pois se forem ouvir minha mãe vão acreditar sempre nela, e vão achar que é revolta e frescura minhas. Sempre acreditam nos pais e nunca nos filhos.

    Uma vez ela falou que preferia ter tido uma filha fêmea do que eu. Isso me doeu. Quando minha irmã era mais nova e morava conosco, era chamada pela minha mãe de "psicopata e calculista". Agora fica criando uma imagem horrível de mim para minha família como se eu fosse um monstro, fala mal de mim para minha irmã e para meus tios. Por isso eu não peço ajuda para parentes.

    Estou no ensino médio e sou privado de muitas coisas por medo que ela brigue. Eu não posso ser um líder de sala, participar do grêmio estudantil, porque ela fala que isso é frescura e só iria trazer preocupação para a cabeça dela. Eu não pude ir na festa junina e nem participar de uma reunião de conselho escolar porque era a noite. Alguns professores falam que minha mãe deve sentir orgulho de mim mas não sabem nada sobre minha vida.

    Quando eu estava no 5 ano e eu sofria bullying ela em vez de me apoiar dizia que tinha medo de eu virar um atirador. No 7 ano a professora contou a ela que eu denunciava o bullying que praticavam comigo e alguns colegas. Minha mãe me deu uma surra dizendo que eu estava fazendo fofoca e passou uma semana sem falar comigo.

    Não confia em mim, nem se eu vejo uma noticia e vou contar para ela ela só acredita depois. Não sou feliz. Não há felicidade na minha vida. Ela acredita que a vida é como uma novela, onde ela faz tudo porque é mãe e depois quando eu crescer vou apagar tudo que ela fez da minha mente.

    Jurei para mim mesmo que eu vou estudar, trabalhar e fazer que posso para sair dessa casa, dessa situação de pobreza e infelicidade. Eu não sei se vou ser capaz de perdoar tudo o que ela faz comigo. Ela fala que se eu faço uma coisa errada eu não sei pedir perdão a ela, mas ela também não sabe, ela acredita que as mães não fazem nada de errado ou que machuque emocionalmente os filhos e não precisam pedir perdão.

    Eu quero muito ser pai quando estiver bem financeiramente para jamais cometer os erros que minha mãe comete comigo. De não dar apoio, incentivo, de achar que a vida de um filho é viver em função da vida dificil de sua mãe.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo,

    Agradeço por seu comentário.

    Apesar de tudo o que sua mãe faz ou deixa de fazer, por todo o descaso, descrédito e críticas sem fim, você disse no final do comentário que quer ser pai. Por tudo o que disse, será um bom pai, pois sabe que repetir o mesmo padrão não é adequado para ninguém, muito pelo contrário.

    Entendo que perdoar é difícil mesmo. Mas lembre-se de que perdoar não é esquecer. Veja mais no sentido de não deixar que o que passou continue a atrapalhar a sua vida.

    Gostaria de sugerir que leia o post abaixo.
    https://simplicidadeeharmonia.blogspot.com.br/2017/04/psicopatas-do-cotidiano-katia-mecler.html

    Veja a categoria "Família" aqui no meu blog e os links no meu blogroll. Acredito que isso te ajudará bastante.

    Sua situação é muito incômoda, mas foque-se em você mesmo, nos estudos, no seu desenvolvimento acadêmico, profissional e pessoal.
    Você é novo, tem muita vida pela frente!

    Desejo-lhe tudo de bom e muita sabedoria.

    ResponderExcluir

Postar um comentário


© 2019 Simplicidade e Harmonia - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total desta obra e permitida a reprodução parcial desde que citada a fonte.