O que vale a pena consumir?

No post Acumuladores Digitais, o Pinguim Investidor fez o seguinte comentário:
Temos mesmo que proteger nosso tempo fazendo análises críticas sobre o que vale a pena consumir.
Apesar de raramente percebermos, muitas vezes acreditamos que estamos no controle, quando na realidade estamos sutilmente sendo controlados. Não me refiro à tecnologia, mas à vida cotidiana de forma geral.


No supermercado

As embalagens mais bonitas, mais coloridas e que mais atraem a nossa atenção são as que trazem em seu interior os produtos mais nocivos à saúde. E são as que têm mais peças publicitárias veiculadas na mídia.

Você já viu alguma propaganda sobre a couve?


couve

Há produtos que se vendem sozinhos. E há produtos que precisam de muita estratégia empresarial e uma boa embalagem, pois caso contrário, dificilmente sairiam das prateleiras para as casas dos consumidores.

Onde foi que perdemos a análise crítica nesse caso, já que o objetivo principal da alimentação é suprir as necessidades orgânicas e não prejudicar a saúde?


Entretenimento

É comum ouvirmos frases como: "Eu preciso ver tal filme." 

Precisa? Precisa mesmo?

Por que precisa?

Por que outras pessoas assistiram e você não? Se o seu raciocínio for somente esse, que diferença faz assistir ou não?

Agora também está na moda a "maratona de seriados". Um dia inteiro ou um final de semana em frente do televisor...

O "maratonista" acaba sendo de certa forma exaltado por seu feito. E sempre, ao menos uma pessoa diz: "Eu também preciso assistir tal seriado." Precisa mesmo?

Jornais na televisão aberta não seriam exatamente entretenimento, mas há pessoas que assistem um jornal atrás do outro: quando acaba o jornal do canal A, assistem o jornal do canal B e depois o do canal C. 

Todas as vezes que tive coragem de perguntar qual o motivo da pessoa querer tanta informação, as resposta eram basicamente as mesmas:

1) A notícia e/ou as imagens mostradas por outro ângulo.

2) Um jornal apresentar uma notícia que não estava na pauta do outro jornal.

Se nas décadas anteriores os jogos de computadores e consoles faziam parte da vida de um grupo mais específico de pessoas, hoje com os smartphones e a ampla opção de jogos de todos os tipos e para todos os gostos, a quantidade de jogadores aumentou bastante.

Até as gerações que criticavam também estão jogando. 

Jogos de raciocínio são bons para o cérebro, mas e os outros?




Onde eu quero chegar

Vivemos na sociedade dos excessos, das ilusões, da superficialidade, do descartável. 

Nem todos percebem, mas como muitos não têm alimentado a mente com coisas mais substanciais como o "arroz e feijão mental", essa necessidade passa a ser substituída de forma insatisfatória por produtos como os que citei acima.

Devido a necessidade mental não ser suprida, há mais consumo que produz mais satisfação passageira, que pede mais consumo em um círculo vicioso por tempo indeterminado. Por isso é necessário sabedoria e muita força de vontade para romper com esse ciclo que se tornou tão habitual.

Além do dinheiro e energia gastos com tais produtos, há também o tempo, que muitas vezes nem é considerado, mesmo sendo o ativo mais valioso que possuímos ao lado da saúde.

Um minuto que passou não volta mais. Já pensou nisso?

Se pudéssemos contabilizar a quantidade de horas que perdemos com futilidades e ilusões, acredito que ficaríamos horrorizados. Por isso, procure valorizar o que é importante para você

Analise de forma crítica seus hábitos de consumo e estilo de vida.

Muitas vezes acreditamos que somos os consumidores quando na realidade nós é que estamos sendo o produto.


Crédito das imagens: José Guilherme dos Santos Guilherme e Oberholster Venita - Pixabay

O que vale a pena consumir? O que vale a pena consumir? Reviewed by Simplicidade e Harmonia on outubro 13, 2020 Rating: 5

12 comentários:

  1. Perfeita análise do tempo e uso do mesmo. Saber focar tempo, energia e dinheiro, faz uma mega diferença no longo prazo.
    Dá para começar com pouco, um capitulo de novela por 10 páginas de um lucro de fácil leitura, por exemplo.
    Abraço,
    Semeador Financeiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Semeador Financeiro,

      "Saber focar tempo, energia e dinheiro, faz uma mega diferença no longo prazo."
      E como!

      E ao trocar a novela por um bom livro, penso que não muito tempo depois a própria pessoa começará a se questionar (e talvez até se arrepender) sobre o tempo que gastou assistindo algo que não proporcionou nenhum conhecimento significativo, muito pelo contrário, até subtraiu outra parte do seu tempo no qual ficou imaginando quais seriam os desdobramentos dos próximos capítulos.

      Boa semana!

      Excluir
  2. Olá Rosana, uma postagem perfeita para remexer em comportamentos sem radicalismo, pois desta vida tudo deve ser vivido com parcimônia. O descobrir-se em meio de futilidades é fundamental neste mundo de tantas coisas prontas e enganosas e assim é comum as pessoas se perderem e despender muito tempo com coisas que não lhe agregam nada.
    Grato pela partilha tão belas reflexões.
    Abraços e feliz semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toninho,

      Por tudo o que disse, precisamos estar muito atentos.
      As ilusões e as futilidades estão em todos os lugares, ansiosas por capturarem um pouco de nossa atenção e consequentemente, de nossa vida.

      Bom saber que gostou do meu post.

      Boa semana!

      Excluir
  3. Excelente comentário.

    Apesar de eu não ser tão xiita quanto a certas coisas, o fato é de que hoje o número de informações produzidas e à disposição é muito maior do que cada um pode consumir.

    O tempo é limitado e muito menor do que todas as séries, vídeos ou podcasts que somos capazes de ver ou ouvir.

    Por isso, é preciso selecionar bem o que vale a pena tanto em termos de adquirir conhecimento quanto em termos de diversão.

    Abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphael,

      "Por isso, é preciso selecionar bem o que vale a pena tanto em termos de adquirir conhecimento quanto em termos de diversão."
      Exatamente.
      Com o tempo limitado, tentar "abraçar o mundo" seria algo como enxugar gelo, que além de frustrante, cansativo, não proporciona resultado positivo algum.

      Precisamos aprender a priorizar o que realmente vale a pena. E penso que muitos de nós está realmente interessado em seguir por esse caminho.

      Boa semana!

      Excluir
  4. Olá, querida amiga Rosana!
    Agrada-me muito o saudável. Embora eu abuse de vez em quando do pernicioso, prefiro alimentos naturais e sinto que o corpo prefere também.
    Tenho, com a Pandemia, me limitado bastante ao que seja necessário somente.
    Creio que vamos conseguindo pela dor que seja, chegar a uma vida saudável em todos os níveis.
    Tenha dias abençoados junto aos seus amados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosélia,

      Enquanto o corpo prefere os alimentos saudáveis, nossa mente quase sempre prefere o contrário, não é? por isso, o equilíbrio e o bom senso são essenciais, pois dessa forma conseguimos lidar melhor com esses dois lados.

      Um bom final de semana!

      Excluir
  5. Olá Rosana
    Ótima postagem. Valorizar o tempo com sabedoria faz toda diferença. Bjs querida.

    ResponderExcluir



Tecnologia do Blogger.